Como os Coworkings estão revolucionando o setor imobiliário.

Postado em: 13/02/2019 14:20

Fonte: www.mapadaobra.com.br

Como os Coworkings estão revolucionando o setor imobiliário.

O mercado de coworkings no Brasil já envolve mais de 200 milhões de pessoas e conquista cada vez mais adeptos

Seguindo as tendências do aumento de profissionais freelancer e também das startups, os coworkings são espaços compartilhados que já movimentam mais de 200 mil pessoas que circulam pelos espaços e gostam de trabalhar em ambientes inspiradores que tendem a crescer ainda mais. Segundo pesquisa realizada pelo censo Coworking Brasil, existem 169 espaços registrados no país e neste ano o mercado começa a se organizar e amadurecer para continuar evoluindo de forma mais sustentável.

Segundo dados do censo coworking 2018 que apresentou um panorama completo sobre o mercado de espaços compartilhados brasileiro, no ano passado houve um crescimento enorme no mercado para esse tipo de empreendimento. Hoje são aproximadamente 1.194 espaços de compartilhamento e estão presentes em 169 municípios diferentes, sendo o estado de São Paulo com a maior concentração com 465 (273 deles só na Capital) seguido pelo Rio de Janeiro com 123 e Minas Gerais com 99. Das pessoas que responderam a essa pesquisa, 94% eram fundadores ou gestores diretos de espaços ativos no Brasil.

Hoje a WeWork possui 50 escritórios só em Nova York e é uma tendência que pretende se espalhar pelo planeta em um futuro próximo revolucionando as empresas através de espaços eficientes e colaborativos.  Outro ponto de destaque é a WELIVE, um braço da startup mais valiosa com um faturamento de 45 bilhões de dólares, que só fica atrás do UBER nos Estados Unidos e que desenvolve moradias compartilhadas. A pretensão é ampliar e difundir cada vez mais no Brasil esse conceito de compartilhamento e colaboração também nos espaços particulares, ou seja, o compartilhamento também nas moradias.

O mercado de coworkings no Brasil já envolve milhões de pessoas e conquista cada vez mais adeptos.  Hugo SilveiraSenior Manager da WeWork palestrou no Construsummit, evento realizado no dia 29 de novembro em São Paulo e que apresenta diversas inovações para a área de Construção Civil e que prevê as tendências do setor que está em constante desenvolvimento. “87% da vida de um ser humano é vivida dentro de um edifício e o nosso objetivo é melhorar a experiência desse consumidor” afirma.  Logo, esse mercado é um grande atrativo para construtoras e incorporadoras, pois movimentou mais de 127 milhões de reais no Brasil. A sociedade é dividida em três lugares (three places) são eles: Casa, Trabalho e Lazer e a intenção é tornar esses espaços cada vez mais atrativos para o público final.

O representante prevê também novas formas de pensar o ambiente de trabalho para além das paredes do escritório adaptando aos seus horários e estilo de vida, criando assim novas relações tanto com as pessoas quanto com o ambiente que a cerca.  Esse estilo de empreendimento também ajuda no crescimento do setor da construção civil como um todo, pois auxilia indiretamente na criação de empregos tanto para desenvolvimento quanto para a execução de tais projetos. Além disso, o varejo de materiais também tende a se beneficiar visto que são necessários para a criação desses espaços.

Fonte: www.mapadaobra.com.br

Veja Também